Que beleza a Festividade da Paróquia da Santíssima Trindade! É um congraçamento, uma mobilização espontânea dos Paroquianos e seus familiares e amigos e até transeuntes! As celebrações litúrgicas alegres e festivas em louvor ao Espírito Santo, são como quem vai ao céu inundar sua alma de alegria e voltar para depois também se deliciar no Arraial.

São tantas atrações que quem vem num dia, quer voltar porque no outro dia é uma nova emoção, um outro sabor na barraca da Surpresinha, é uma nova Noite Temática, é um diferente show no Palco!

Uma atração à parte é a mobilização das Equipes de Paroquianos que fazem a Festividade acontecer. É algo indescritível trabalhar com afinco, mas, com um largo sorriso e alegria em tudo fazer pelo bem da Paróquia motivados pela fé em Jesus! É tudo por Ele e para Ele.

Essas são pessoas comuns, que trabalham para seu sustento, cuidam de suas famílias, tem suas atividades diárias, mas abrem mão do comodismo para destinar uma parte de seu tempo para deixar tudo primoroso porque procuram dar o melhor de si para Jesus! Trazem familiares e amigos para compor esse quadro de amor e doação, de partilha e devoção.

Muitas vezes não nos disponibilizamos para esse serviço por entender que não se tem tempo. Tempo há, falta apenas equacioná-lo e então, vai se aperceber de que esse é um período de envolvimento maior com Deus, porque há muita oração e o encontro acontece de forma a não se entender como uma perda e sim como quem se edificou e transbordou uma fé às vezes adormecida.

As pessoas que ajudam, doam, estabelecem parcerias, que mesmo nos tempos de crise financeira, possuem a grandeza de dividir produtos, serviços ou seus dons, são seres iluminados pelo Espírito para que tudo seja consumado de modo a servir à Deus em forma de doação que é uma forma de oração. É a festa do Espírito Santo, é a festa da alegria que é dom de Deus!

O Papa Francisco nos adverte assim: “Eu acho que muitas vezes gostamos mais das queixas. Mas ao contrario, é o Espírito que nos guia. Ele é o autor da alegria, o Criador da alegria. E esta alegria no Espírito nos dá a verdadeira liberdade cristã. Sem a alegria, nós cristãos não podemos ser livres, e tornamos escravos de nossas dores”.

Servir a Deus com alegria, seja em forma de doação de produtos, de seus talentos, de seu tempo, de seu coração, é uma forma de louvor e de alegria que vem do Espírito. A alegria não é uma bobagem, Deus nos fez para sermos felizes!