Vox Dei nº 417 de 11 de setembro de 2016

A Bíblia Sagrada ainda é um dos livros mais vendidos no mundo. Existem traduções para, praticamente, todas as línguas faladas nos seis continentes, tornando sua mensagem universal. Mais do que um livro para ser exposto em lindas encadernações, como adorno, ou para ficar guardado numa gaveta, como relíquia artística ou editorial, ou, ainda, para ser conduzido fechado, debaixo do braço, a Bíblia deve ser manuseada diariamente, lida com devoção e tomada como um manual de vida.

Atualmente, vários aplicativos de celular facilitam a leitura do Evangelho, através da Liturgia Diária para as celebrações litúrgicas da Santa Missa, e este pode ser lido nos ônibus, nas salas de espera de consultórios, de bancos, enfim, em qualquer lugar. Nada disso, porém, substitui eficazmente a leitura do Livro Sagrado. A Bíblia é uma “biblioteca” de 73 livros inspirados por Deus e deve ser lida com a máxima reverência à Sua Palavra, meditada e absorvida com o espírito ávido pelo conhecimento dos Seus ensinamentos. Da mesma forma que se alimenta o corpo, há que se alimentar o espírito com a Palavra de Deus.

Não que a Palavra lida rapidamente em celulares, ou em mensagens de folders e panfletos seja ineficaz, mas o Livro Sagrado, propriamente dito, oferece um amplo conhecimento que vai desde a criação do mundo, atravessa a grande trajetória revelada no Antigo Testamento e chega à profetização da vinda de Jesus até seu nascimento, dando origem ao Novo Testamento, onde o caminho do Mestre tem sua apoteose na Ressurreição anunciada.

Algumas traduções da Bíblia para o português brasileiro, possuem uma linguagem muito rebuscada, dificultando a leitura e seu entendimento ou sua interpretação. Entretanto, na atualidade, já existem muitas edições recentes com uma linguagem mais acessível, visando chegar àqueles com dificuldade na leitura e com vocabulário um pouco mais reduzido. Estas podem ser adquiridas em livrarias católicas, onde são vendidas em modestas encadernações para se tornarem mais acessíveis.

Ler a Bíblia com atenção é um ato de oração, e, para tal, precisamos esvaziar o coração e a mente de toda impureza, relaxar e fazer uma leitura serena com atenção ao que lê. É incrível como ela sempre tem uma palavra certa para o momento em que estamos vivendo.

Os salmos são um deleite especial, pois carregam a exaltação perfeita ao nosso Deus e Senhor! Nesses momentos, o espírito se inclina a glorificar e reconhecer o poder e a magnitude de Deus, Sua extrema misericórdia e bondade infinita, mas Ele ainda é um Deus majestade, colocando os homens como leais súditos. Depois disso vem Jesus, e nos ensina a chamar a Deus de Pai, e nos demonstra o quão estreita deve ser nossa relação com Ele como filhos, o quão perto de nós Ele está, porque deve estar dentro de cada indivíduo, e assim devemos tratar a todos, reconhecendo Deus em cada um, como um irmão.